" NÃO AGENDAMOS "

Trabalhamos com lista de espera. Ligue para deixar seu nome na lista e obter uma  previsão de atendimento.

 

Brooklin I: 11 9 8378-4623 | Brooklin II: 11 5049-1095 | Ibirapuera: 11 5051-0788 | Brigadeiro: 11 3262-3065

Please reload

Posts Recentes

Pólo de Barbeiro: símbolo da profissão é um legado da sangria.

15 Jan 2015

1/2
Please reload

Posts em destaque

A História do barbear

1 Jun 2015

O ato de barbear provavelmente tem suas origens na África, há 100.000 anos, quando os homens das cavernas começaram a arrancar seus pelos faciais usando uma pinça bruta feita de conchas ou de pedra entalhadas. O raciocínio por trás do súbito desejo se livrar de seus pelos faciais permanece obscuro. Enquanto alguns veem simplesmente como resultado do desenvolvimento das ferramentas essenciais, outros acreditam que foi principalmente para se livrar de piolhos e outros parasitas.

 

Seja qual for o caso, por volta de 30.000 A.C., cansados de aparar individualmente seus pelos faciais, os homens inventaram as lâminas de sílex[1] afiadas suficientemente para fazer a barba. Logo após a introdução do sílex, alguns homens começaram a usar conchas afiadas como lâminas, até que por volta de 3.000 A.C., a humanidade inventou os metais e o sílex enfrentou um sério rival. Nessa mesma época, lâminas de barbear de liga de cobre aparecem no antigo Egito e Índia. Os egípcios mudaram para lâminas de bronze entre 1.567 e 1.320 A.C., considerado então um grande passo da metalurgia.

 

Durante a guerra contra a Pérsia, Alexandre, o grande, ordenou a seus soldados macedonios e gregos a rasparem suas barbas. Este legado sobreviveu à sua morte prematura, e seu exército vitorioso continuou a fazer a barba, iniciando uma tendência que foi imitada por civis através do Império.

 

A partir do século XVII, a tecnologia de barbear melhorou enormemente. A primeira navalha reconhecível apareceu em Sheffield, Inglaterra, em 1680, e em meados do século XVIII a lâminas de excelente qualidade tornaram-se disponíveis.

 

 King Camp Gillette

 

 

Pouco antes da primeira guerra mundial, Sr. King Camp Gillette patenteou o seu aparelho de barbear e fez um acordo com forças armadas dos EUA. Cada soldado americano enviado para a Europa levou consigo um aparelho de barbear Gillette na mochila. Depois de retornarem da guerra, os homens continuaram a usá-las, e tornou-se aparente que estava mudando a maneira dos homens fazerem a barba.

 

Os entusiastas dessas navalhas tradicionais recusam-se a deixar de usá-las em detrimento dos aparelhos de barber dos dias atuais, e o número de usuários dessas navalhas parece aumentar novamente.

 

 

[1] Pedra muito dura, que produz faíscas, quando ferida com um fragmento de aço.

 

Please reload

Siga a NY Barbearia
Please reload

Procura por Tags
Please reload

Arquivos
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square